Van der Poel responde a céticos:

Van der Poel responde a céticos: "Se eu não me sentisse bem, não iria"

Autoestrada 19 sep. 2022 17:09 Guilherme

O estado de forma de Mathieu Van der Poel é uma incógnita após seu abandono no Tour. Enquanto muitos têm dúvidas, ele se sente confiante em suas possibilidades, como apontou em entrevista coletiva antes de sua viagem à Austrália para o Campeonato Mundial de Ciclismo de Estrada.

Van der Poel vai para o Mundial de Ciclismo disposto a andar bem

A coletiva de imprensa antes da partida para terras australianas do líder da equipe holandesa, Mathieu Van der Poel não podia ter sido mais suculenta.

Apesar de ter alcançado uma vitória contundente na semana passada, vencendo o GP Valonia à frente de outro dos favoritos para vencer o Campeonato Mundial de Ciclismo de Wollongong, o eritreu Biniam Girmay, as dúvidas sobre seu real estado de forma continuam presentes por seu desaparecimento do cenário do ciclismo após seu abandono do Tour de France.

Van der Poel não foi com meias medidas e deixou claro que também tinha dúvidas sobre suas possibilidades no Mundial para finalmente dizer "Acho que posso fazer algo com esta forma".

Ao contrário de outros de seus rivais, como Tadej Pogacar ou Wout Van Aert, que escolheram as provas World Tour canadenses para terminar de afinar sua forma para a o Mundial, Mathieu preferiu provas em terras belgas, duas delas em nível nacional nas quais ele conseguiu vencer facilmente e o já mencionado GP Valonia, categoria 1.pro como corrida de maior nível.

Questionado sobre a aproximação ao Campeonato Mundial, Van der Poel salientou que não sabe se existe uma preparação ideal ou se correr no Canadá teria sido o melhor, salientando que o nível é sempre elevado, também nas provas que disputou na Bélgica e que estando perto de casa, são provas que lhe permitiram continuar com a sua rotina de treinos.

Apesar do GP Valonia ter ocorrido na última quarta-feira, Van der Poel também não optou por antecipar sua viagem à Austrália, uma escolha de muitos para dar tempo de se aclimatar à grande mudança de horário, tendo partido para Wollongong neste fim de semana, atrasando ao máximo sua viagem. Algo que Van der Poel não considerou um problema, indicando que não era difícil para ele dormir em aviões, por isso é fácil para ele lidar com o jet-lag.

A autoconfiança do holandês em suas possibilidades é máxima: "Estou em melhor forma do que no ano passado no Mundial de Lovaina". No entanto, confessou que este Campeonato Mundial será uma corrida estranha e difícil de vencer “É um pouco como a Amstel Gold Race, talvez um pouco mais complicada. Nesse percurso vou precisar de um super dia para competir contra os melhores escaladores”

De qualquer forma, teremos que esperar até o próximo domingo para conhecer a verdadeira forma de Mathieu Van der Poel, embora não tenhamos dúvidas de que ele será visto e tentará ser o protagonista da corrida.

procurando

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!