Futebol não é coisa para Pidcock

Futebol não é coisa para Pidcock

Ciclocross 22 nov. 2022 14:50 Guilherme

O início da Copa do Mundo que está acontecendo nestes dias no Catar não foi alheio a corredores da Copa do Mundo de Ciclocross como Tom Pidcock, Fem Van Empel ou Ceylin del Carmen Alvarado, que protagonizaram um simpático vídeo nas redes sociais da UCI mostrando suas habilidades futebolísticas no toque de bola.

A Copa do Mundo de Futebol se deixa notar no Ciclocross

Como previa a disputa da Copa do Mundo de Ciclocross realizada há poucos dias no circuito belga de Overijse, em que vivemos um duelo espetacular entre Michael Vanthourenhout e Tom Pidcock, a conta oficial da competição fez uma referência ao início da Copa do Mundo com um vídeo em que vários corredores, técnicos e até fotógrafos se desafiaram em um pequeno concurso de toque de bola.

Visto o que foi visto, o futebol não é o forte do pessoal do mundo do ciclismo. O próprio Tom Pidcock depois de pouco mais de um toque optou por um chute para se livrar da situação embaraçosa. Pelo contrário, a grande dominadora desta temporada, Fem Van Empel surpreendeu com um tremendo domínio de bola, permitindo-se mesmo algumas pequenas manobras. No seu caso, tem um truque, já que até o outono de 2019, quando descobriu o esporte de barro, se dedicava ao futebol.

Fem Van Empel passou de promissora atacante para dominar o ciclocross hoje

É uma pena que Remco Evenepoel, um verdadeiro especialista em chutar uma bola, não esteja entre os corredores de ciclocross, já que até 2017, quando chegou ao ciclismo, era um promissor jogador de futebol das academias Anderlecht e PSV Eindhoven, chegando a disputar várias partidas com a seleção belga sub-15 e sub-16.

Também tem suas origens no futebol, neste caso na academia RCD Espanyol o ciclista da equipe Kern Pharma, Roger Adrià. No caso do catalão, foram as lesões e não o cansaço que provocaram sua aposentadoria precoce do futebol, para acabar se tornando um notável ciclista, plenamente estabelecido no profissionalismo.

Remco Evenepoel vestindo as cores da seleção belga de futebol

De qualquer forma, não é uma origem usual para um ciclista, embora seja mais comum no caso de futebolistas profissionais, como o meio-campista da Real Sociedad Asier Illarramendi, que eventualmente pratica ciclismo, ou aqueles que, uma vez finalizada sua carreira nos campos de futebol descobrem o esporte de duas rodas. Podem servir de exemplo o ex-jogador do Atlético de Madrid Roberto Solozabal ou o próprio técnico da seleção Luis Enrique.

Entre os ciclistas que vieram de outros esportes, sem dúvida o mais notável é o de Primoz Roglic, uma estrela do mundo do salto de esqui e um dos melhores ciclistas do momento.

procurando

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!

¿Prefieres leer la versión en Español?

El fútbol no es lo de Pidcock

Visitar

Do you prefer to read the English version?

Football is not Pidcock's game

Go