O que é variabilidade cardíaca e como afeta o ciclista?

Treinamento 10/11/22 17:00 Guilherme

Embora o treinamento hoje seja focado em watts, nosso coração ainda pode nos fornecer muitas informações sobre nossa forma física e assimilação de esforços. A variabilidade cardíaca define como nosso coração bate e permite que os modernos ciclocomputadores calculem desde nossa fadiga acumulada até a estimativa do VO2max.

Variabilidade cardíaca: ouça o seu coração para um treinamento ideal

Hoje, com a popularização do uso de medidores de potência, há muitos que dispensam a tradicional cinta monitora de frequência cardíaca. No entanto, os treinadores ainda preferem que esse acessório seja usado, pois a frequência cardíaca, embora não seja precisa para determinar a intensidade do esforço, nos fornece outros dados sobre o efeito do treinamento no organismo.

Um dos principais dados obtidos com o uso do monitor de frequência cardíaca é a variabilidade cardíaca, uma medida de como os batimentos cardíacos variam em um determinado intervalo de tempo.

A variabilidade cardíaca baseia-se no fato de que os batimentos cardíacos não são regulares, mas sofrem pequenas modificações de milissegundos no ciclo entre os batimentos. Essa irregularidade no ritmo do coração se deve à forma como o sistema nervoso autônomo controla o funcionamento do coração.

Esse sistema nervoso autônomo é dividido em dois ramos, o ramo simpático que assume o controle quando o corpo é submetido a situações estressantes e é responsável por acelerar a frequência cardíaca. Por outro lado, o sistema parassimpático é responsável por devolver o corpo à calma e uma de suas funções é desacelerar a frequência cardíaca.

Quando o corpo está relaxado, ambos os sistemas trabalham juntos, dizendo ao coração ao mesmo tempo por um lado acelerar e pelo outro desacelerar, de modo que a variabilidade cardíaca é maior. Pelo contrário, quando estamos cansados ??ou em uma situação estressante, é o sistema simpático que domina, então a variabilidade é menor.

A variabilidade cardíaca é facilmente mensurável olhando para um eletrocardiograma, simplesmente medindo a distância entre os picos do gráfico que são gerados em cada batimento. Hoje, muitos monitores de frequência cardíaca modernos também são capazes de medir esse parâmetro, que os ciclocomputadores e outros dispositivos são capazes de interpretar.

Para que serve medir a variabilidade da frequência cardíaca?

Como você deve ter adivinhado, a variabilidade da frequência cardíaca nos oferece uma boa maneira de determinar se nosso corpo está cansado ou não. A Garmin é quem tentou tirar proveito desses dados e seus ciclocomputadores são capazes de interpretá-los de várias maneiras.

A variabilidade pode ser obtida com medições de frequência cardíaca pontuais, mas alguns atletas optam por usar uma pulseira ou monitor de frequência cardíaca 24 horas por dia durante vários dias para obter mais dados biométricos

Por um lado, precisamente para seu objetivo essencial, definir se estamos ou não recuperados após sessões de treino anteriores. Mas também conseguem relacionar os dados de variabilidade cardíaca com outros valores, como VO2max, para que possam oferecer uma estimativa bastante aproximada. Mesmo dispositivos de última geração também o utilizam para calcular o limiar de lactato, níveis de sono ou respiração.

No campo das equipes profissionais, além de ser usado para verificar como os corredores assimilam os esforços, a variabilidade cardíaca é um indicador que nos permite antecipar quando um ciclista vai adoecer, algo que pode verificar o ciclista da EF Education-Easy Post Neilson Powless, que detectou valores anormais de variabilidade cardíaca três dias antes de adoecer e testar positivo para covid.

Outro uso da variabilidade cardíaca é poder determinar a carga de treinamento que o ciclista pode tolerar em um determinado dia. É medido pela manhã e com base nos dados obtidos, é decidido como será o treino do dia. Isso permite ajustar muito mais a aplicação de cargas, minimizando a possibilidade de entrar em overtraining ou simplesmente conseguir ajustar melhor as cargas para atingir o pico exatamente no momento desejado.

No momento, a variabilidade cardíaca é um parâmetro relativamente novo, mas para o qual as diferentes pesquisas estão gradualmente encontrando novas aplicações práticas que, sem dúvida, aumentarão o limite de desempenho nos próximos anos, algo que, no final, também podemos acabar nos beneficiando como tem sido demonstrado nas últimas décadas, primeiro com a incorporação de monitores de frequência cardíaca ou, nos últimos anos, graças à popularização dos medidores de potência, ferramentas até pouco tempo atrás, apenas acessíveis aos competidores.

procurando

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!

¿Prefieres leer la versión en Español?

Qué es la variabilidad cardíaca y cómo afecta al ciclista

Visitar

Do you prefer to read the English version?

What is heart rate variability and how does it affect the cyclist?

Go