A UCI quer os alfinetes de volta e pediu

A UCI quer os alfinetes de volta e pediu "por favor"

Autoestrada 27 jun. 2022 19:06 Guilherme

Costuma-se dizer que "o diabo está nos detalhes" quando nos referimos a todas as pequenas coisas que fazem funcionar algo muito maior. Bem, a UCI acaba de pedir a todos os ciclistas que vão participar do Tour de France 2022 que voltem aos métodos tradicionais de colocar o número em suas camisas, nada do porta dorsal que se tornou popular ultimamente.

A UCI gentilmente solicitou que os dorsais sejam colocados como sempre foram

Pode parecer mais uma daquelas medidas da UCI que tanto irritam os fãs e profissionais do ciclismo, como medir as meias antes de um contrarrelógio, mas a verdade é que as razões são muito mais práticas.

Nos últimos anos, tornaram-se populares em competições o porta dorsal aderidos à camisa que permite que o número seja colocado em um bolso transparente. Esse método parecia perfeito porque o dorsal nunca se desprendia, ficava protegido de possíveis chuvas e também ganhava aerodinâmica.

O problema parece ser que têm recebido algumas críticas de alguns comissários, organizadores, jornalistas e fãs, já que seu revestimento plástico impede uma leitura clara do número do dorsal em algumas circunstâncias de iluminação.

É por isso que Michael Rogers, 3 vezes campeão mundial de contrarrelógio e agora chefe de inovação da UCI, escreveu uma carta endereçada a todas as equipes que participarão do próximo Tour e à qual a Cycling Tips teve acesso. Nele, ele expõe esses argumentos e solicita gentilmente que os números sejam colocados na parte externa das camisas e que não sejam utilizados os referidos porta dorsais.

Não foi especificado se os ciclistas ou equipes que não seguirem essas recomendações serão sancionados, mas foi antecipado que a UCI já está considerando outras alternativas.

Daqui a alguns dias veremos como os ciclistas que competirão no Tour vão colocar seus dorsais, mas nos custa acreditar que Mathieu van der Poel vai furar com alfinetes seu uniforme de contrarrelógio de mais de 3.000 euros.

procurando

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!