Koen Bouwman completa um dia perfeito para Jumbo-Visma no Giro

Autoestrada 13 may. 2022 21:05 Guilherme

Etapa e liderança para o holandês em uma etapa intensa que trouxe de volta ao Giro o lutador Tom Dumoulin.

Koen Bouwman prevalece em uma fuga de muitos quilates

Duríssimo dia teriam os participantes do Giro d'Italia com uma longa etapa de 196 quilômetros encarando os Apeninos e quatro subidas pontuais, às quais devemos sempre somar o milhão de encostas e subidas que também poderiam ter, que marcam as intrincadas estradas da área

Dia perfeito para uma fuga se concretizar antes da aterrorizante etapa de domingo no Blockhauss e isso certamente significaria que os favoritos se limitariam a controlar a corrida.

Razão mais do que suficiente para a etapa começar uma loucura com uma primeira hora em ritmo acelerado a mais de 47 km/h de média. Muito ativo Mathieu Van der Poel que tentou entrar nos múltiplos cortes que ocorreram, embora nenhum tenha conseguido se consolidar, nem mesmo com a chegada da primeira subida do dia, o passo Colla.

Na descida desta primeira dificuldade, novos cortes, onde houve alguns minutos de alarme no pelotão quando Richard Carapaz na companhia de Van der Poel se juntou a um pequeno grupo que se formou na liderança, ao qual Lennard Kamna e o próprio líder Juanpe López tentaram juntar-se, embora o grande grupo logo neutralizasse a todos.

Quem saiu afetado por esta descida foi Sergio Samitier. O ciclista da Movistar sofreu uma forte queda que o obrigou a abandonar este Giro, embora, felizmente, sem consequências graves, segundo informou a equipe algumas horas depois.

Quase sem descanso, começou a primeira subida do dia, o Monte Sirino, uma longa subida de 24 quilômetros onde, primeiro Davide Formolo, que depois foi caçado por Davide Villella e, alguns quilômetros depois se juntariam a eles, Wout Poels e o ciclista Jumbo-Visma Koen Bouwman. Completariam o grupo vindo de trás Tom Dumoulin, Bauke Mollema e o corredor da EF Education First Diego Camargo. Chegada que coincidiria com o ponto em que o pelotão se acalmou e a diferença começaria a crescer rapidamente.

A vantagem da fuga começou a disparar tanto, mais de cinco minutos e meio, que a Trek-Segafredo foi obrigada a trabalhar no pelotão para defender a camisa rosa de Juanpe López apesar de ter um ciclista de alto nível como Bauke Mollema na fuga.

A etapa chegou à Montagna Grande di Viggiano, uma duríssima subida de pouco mais de 6 quilômetros a mais de 9% de média com a fuga começando a ser selecionada e um Koen Bouwman que acariciava a maglia rosa além da azzurra de montanha que nesse ponto ele já tinha em sua posse graças aos pontos obtidos nas diferentes etapas. A INEOS Grenadiers decide que não é do seu interesse que corredores como Mollema ou Dumoulin entrem na classificação geral e começa a estabelecer um ritmo forte que reduz rapidamente as diferenças.

Na frente só lhes restava lutar pela etapa, o que nos oferece um bom espetáculo com a guerra entre a fuga na última subida do dia, La Sellata, com vários ataques e contra-ataques dos sobreviventes na liderança: Dumoulin , Bouwman, Formolo e Mollema que ainda coroaram juntos para decidir o vencedor na reta final em subida que levaria à linha de chegada de Potenza.

Último quilômetro com os quatro agrupados e Dumoulin se esforçando, confiando nas possibilidades de seu companheiro de equipe Bouwman, que não decepciona na subida final a 13%, fechando um dia fantástico para a Jumbo-Visma em que acumulam a etapa, liderança de montanha e confirmam que para Dumoulin o Etna foi apenas um dia ruim.

Nenhuma luta no pelotão com todos os favoritos chegando agrupados à 2:59 do vencedor e na espera da grande etapa de montanha no próximo domingo sem desdenhar a autêntica clássica que os espera amanhã nos arredores de Nápoles.

 

Classificação Etapa 7

  1. Koen Bouwman (Jumbo Visma) 5:12:30
  2. Bauke Mollema (Trek Segafredo) em +0:02
  3. Davide Formolo (UAE Team Emirates) m.t.
  4. Tom Dumoulin (Jumbo Visma) +0:19
  5. Davide Villella (Cofidis) em +2:25
  6. Lennard Kamna (Bora Hansgrohe) +2:59
  7. Vincenzo Albanese (Eolo Kometa) m.t.
  8. João Almeida (UAE Team Emirates) m.t.
  9. Alejandro Valverde (Equipe Movistar) m.t.
  10. Richard Carapaz (Ineos Grenadiers) m.t.

 

Classificação geral

  1. Juan Pedro Lopez (TFS) 14:17:07
  2. Lennard Kämna (BOH) +00:38
  3. Rein Taaramae (IWG) +01:02
  4. Simon Philip Yates (BEX) +01:42
  5. Mauri Vansevenant (QST) +01:51
  6. Wilco Kelderman (BOH) +01:55
  7. João Almeida (UAD) +01:58
  8. Pello Bilbao (TBV) +02:00
  9. Romain Bardet (DSM) +02:06
  10. Richard Carapaz (IGD) +02:06

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!