A Agência Mundial Antidoping incluirá o tramadol como substância proibida

A Agência Mundial Antidoping incluirá o tramadol como substância proibida

Autoestrada 21 sep. 2022 13:09 Guilherme

A UCI, que já proibiu de forma unilateral o potente analgésico opióide, receberá o apoio da Agência Mundial Antidoping, que presumivelmente incluirá essa substância na lista de produtos proibidos em sua próxima reunião.

WADA estende veto da UCI ao Tramadol

Quando o caso de Nairo Quintana, que foi desclassificado do Tour de France após seu positivo para Tramadol e cujo caso está pendente de resolução pelo TAS, essa substância volta à tona após a informação publicada pelo jornal britânico O Telégrafo em que se assegura que a Agência Mundial Antidoping incluirá o Tramadol na lista de produtos proibidos na reunião executiva na próxima sexta-feira.

Um veto que entraria em vigor a partir do próximo dia 1 de janeiro e que se somaria ao adotado pela União Ciclística Internacional que adotou esta decisão em 2019 alertada pelo abuso que supostamente estava sendo feito do Tramadol dentro do pelotão, pelo qual também é atribuído ao aumento de quedas graves na corrida.

Lembramos que Tramadol é um analgésico opióide que é utilizado para aliviar dores musculares e articulares causadas por treinos intensos e competições extremas, bem como para ajudar dormir após os esforços. No entanto, os efeitos colaterais incluem falta de atenção e sonolência, que foram responsabilizados por muitas situações perigosas dentro do grupo.

Por não ser uma substância incluída na lista da AMA, casos como o de Nairo Quintana não acarretavam pena de suspensão exceto em casos de reincidência, unicamente a desclassificação da prova em que foi detectado o uso desta substância como aconteceu com o colombiano no Tour de France.

O jornal britânico faz alusão ao abuso que ocorre no rugby, embora tenha sido detectado seu uso também em outros esportes como tênis ou futebol, como revelou o ex-goleiro inglês Chris Kirkland, que confessou ser viciado em Tramadol por causa dos problemas nas costas que arrastou ao longo de sua carreira, consumindo mais de seis vezes a dose recomendada.

A AMA manteve o Tramadol sob vigilância nos últimos anos e agora poderia ter chegado o momento de sua proibição após a avaliação dos dados obtidos. No entanto, presumivelmente, essa proibição afetaria apenas seu uso em competição, extrapolando para outros esportes as regulamentações atualmente aplicadas pela UCI a esse medicamento.

procurando

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!