Sair soltar as pernas é subestimado e poucos ciclistas fazem isso bem

Sair soltar as pernas é subestimado e poucos ciclistas fazem isso bem

Treinamento 30 sep. 2022 19:18 Guilherme

Todos temos consciência da importância da recuperação ativa, mas poucos são os que fazem pedaladas fáceis, pensando muitas vezes que é perda de tempo pedalar em ritmo de passeio, levados pela ansiedade, acabam acelerando num dia em que eles não deveriam.

Sair para soltar as pernas também é treino

Quando a questão dos treinos de recuperação vem à tona, a frase ouvida de vários treinadores que concordam que o grande erro que a maioria dos ciclistas comete é “não ir suficientemente devagar quando tem que ir devagar, e por isso não podem ir suficientemente rápido quando é hora”.

Todos sabemos que o descanso é uma parte essencial do treinamento, é o que ajuda a assimilar as cargas aplicadas e permite que o corpo esteja preparado para novos estímulos que o façam melhorar.

Girando melhor no assunto da recuperação, há anos se mostra que é preferível que esta seja ativa em vez do repouso total, com uma atividade muito leve que permita manter a rotina de treinamento e, por sua vez, torna a recuperação mais eficaz oxigenando todos os tecidos, além de libertar a cabeça das exigências a que os treinos mais intensos a submetem.

Até então, todos têm isso claro, porém, na hora da verdade, poucos incluem esse tipo de treinamento em sua programação, considerando-os em muitos casos uma espécie de perda de tempo sob aquela ideia enraizada de que se você não estiver com o coração na boca, você não está treinando.

Como sair para soltar corretamente

Em outros casos, são propostos treinos de recuperação ativa que muitas vezes começam com muita boa vontade até chegar a primeira subida ou um grupo de ciclistas nos ultrapassar a toda velocidade, momento em que as boas intenções são esquecidas, transformando a sessão em algo totalmente contraproducente para nossos Treinamento.

Um treino para soltar as pernas não deveria ultrapassar duas horas e sempre tentando manter uma intensidade o mais baixa possível e uma cadência alta que evite exigências aos músculos. Para manter estas premissas, é fundamental escolher um percurso maioritariamente plano ou em que as poucas subidas que existam possam ser resolvidas sem esforço simplesmente recorrendo a marchas mais leves. Também é importante que sejam o mais constante possível, evitando paradas e arrancadas que acabam adicionando picos de potência que não são desejáveis ??neste tipo de treino.

Obviamente, devemos estar de olho no nosso medidor de energia, movimentando não mais que 55% do nosso FTP ou, ainda mais fácil, indo em um ritmo que nos permita manter uma conversa de maneira totalmente fluida.

Uma maneira muito simples de cumprir rigorosamente os parâmetros dessas sessões é aproveitar a oportunidade para sair com um parceiro de nível muito inferior, o típico amigo que está apenas começando na bicicleta ou que a usa apenas em ocasiões específicas. Muitos até aproveitam esses passeios para passear com seus parceiros ou filhos.

Sempre que conseguirmos recuperar desta forma, será positivo para acelerar o ritmo de recuperação, o que a longo prazo sempre nos permite introduzir maiores cargas de treino que nos levam a um melhor estado de forma.

Às vezes, no entanto, se a semana está muito cheia de horas na bicicleta e você tem que fazer malabarismos para encaixar a atividade esportiva com a vida cotidiana, os treinadores preferem não adicionar mais estresse e estabelecer dias de descanso completo. Mesmo nesses dias, é sempre preferível introduzir algum tipo de atividade, como uma sessão especial de alongamento ou soltar as pernas com o rolo de espuma para facilitar a recuperação o máximo possível antes do próximo dia difícil.

procurando

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!

¿Prefieres leer la versión en Español?

Salir a soltar piernas está subestimado y pocos ciclistas lo hacen bien

Visitar

Do you prefer to read the English version?

Going out to relax your legs is underestimated and few cyclists do it properly

Go