Você é viciado em ciclismo?

Treinamento 26 jul. 2016 14:07 Guilherme

No âmbito do ciclismo competitivo, a linha entre dedicação e vício pode ser ultrafina.

Como um ciclista regular, é muito provável que seu grande interesse no desempenho seja fortemente impulsionado para melhorar nos treinos e nas corridas.

Às vezes, você pode se sentir atacado por familiares ou amigos que te questionam ou provocam dizendo que seu hábito de andar de bicicleta é “obsessivo”. Sem dúvida citando os muitos benefícios da bicicleta: as amizades, as enormes melhorias na saúde, obter um corpo tonificado e, claro, todos aqueles lugares que você pode explorar em sua bicicleta.


adicto al ciclismo

Podem ter alguma razão os críticos que dizem que você é 'obcecado'? Sua ânsia ou interesse em melhorar poderia colocá-lo à beira de cruzar a linha tênue da dedicação ao vício?

O vício em bicicleta é definido por um desejo interno e implacável de treinar duro todos os dias sem tirar o tempo que seu corpo precisa para descansar e se recuperar - sem mencionar atender a outros compromissos em sua vida. Em outras palavras, deve ser definida como prejudicial.

Você ignora solicitações de familiares ou amigos. Suas prioridades são reorganizadas e você não deixa nada ficar entre você e sua bicicleta.

Uma vez que se cruza essa linha, os benefícios da bicicleta começam a diminuir. O ciclista viciado sente mais dores e incômodos, tornando-se propenso a lesões físicas, resfriados regulares e doenças ocultas.

Também pode estar suscetível ao desgaste e tudo o que isso implica: diminuição do desempenho, mau humor, alterações no apetite, dificuldade para dormir e, em geral, a sensação de que os resultados não são proporcionais à intensidade do esforço exercido.

Para um viciado em ciclismo, essa perda de forma e sentimentos de dificuldade podem ser devastadores.

 

Auto examine-se. Você é viciado em ciclismo?

adicto al ciclismo

Responda às seis afirmações abaixo para ajudá-lo a determinar se sua dedicação ao ciclismo está entrando no território do vício.

Se sua resposta for sim para a maioria ou todas as afirmações a seguir, você precisa considerar se seu compromisso com o ciclismo pode ter ultrapassado os limites, colocando você em risco de se tornar um viciado em ciclismo.

  • Seria difícil para mim lidar com minha vida sem praticar exercício.
  • Minha família e eu temos conflitos com bastante frequência sobre a quantidade de exercício que faço na minha bicicleta.
  • Eu uso exercício para mudar meu humor.
  • Se tenho que perder uma sessão de treino, sinto-me mal-humorado e irritado.
  • Com o tempo, aumentei consideravelmente a quantidade de exercício que faço em um dia.
  • Se eu reduzo deliberadamente a quantidade de exercício que faço, ao final termino voltando aos meus velhos tempos e fazendo o mesmo exercício com a mesma frequência que fazia antes.

Se realmente você concordou com a maioria dessas seis afirmações de seu estilo de vida. Você está prestes a cruzar a linha tênue do vício em ciclismo.

Todos nós temos um amigo ou conhecido que pode achar este artigo útil. Compartilhe!

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!