Testamos as pastilhas AMP com revestimento de fibra de carbono

Componentes bicicleta 29 mar. 2022 12:03 Guilherme

A marca francesa ALL MOUNTAIN PROJECT (AMP) tem em seu catálogo algumas das pastilhas de freio a disco mais exclusivas do mercado. É um modelo com fibra de carbono, e eles garantem que com ela melhoram o desempenho em três aspectos: leveza, aquecimento e vibrações. Nós as experimentamos, e aqui estão nossas sensações.

Pastilhas de freio AMP com fibra de carbono

Desde que soubemos da existência dessas pastilhas, queríamos experimentá-las, porque quando a fibra de carbono está presente em qualquer componente de ciclismo, supõe-se que tenha qualidades extraordinárias de rigidez e leveza, mas como o carbono poderia melhorar as pastilhas de freio?

Começaremos dizendo que no catálogo AMP encontramos pastilhas tanto para MTB como para estrada ou gravel, e dentro de cada modalidade existem versões para quase todos os tipos de freios. Além disso, a AMP oferece em todos os casos dois tipos de compostos: orgânicos ou cerâmicos. Obviamente, todos eles têm o revestimento de fibra de carbono característico da marca.

O acabamento orgânico oferece frenagem mais progressiva e maior durabilidade, claramente voltado para a maioria do público ciclista.

Enquanto o composto cerâmico é o de maior desempenho e dissipa melhor as vibrações e ruídos durante frenagens longas ou fortes. A sua eficácia é magnífica em condições húmidas. Devido ao seu excelente poder de frenagem, esta opção é recomendada para bicicletas elétricas.

No teste, queríamos explorar ao máximo as capacidades dessas pastilhas e optamos por montar as pastilhas com acabamento em cerâmica em uma bicicleta de estrada.

Uma vez montadas, elas precisam de um leve amaciamento como qualquer pastilha de freio, mas as sensações de frenagem já eram bastante boas nos primeiros quilômetros. Uma vez que começaram a trabalhar a 100%, ficamos surpresos com a frenagem forte. O composto cerâmico aquece mais rápido e oferece mais poder de frenagem. Tudo isso sem superaquecimento, pois o revestimento de carbono absorve muito melhor a temperatura. Eles garantem que a transferência térmica do carbono seja 38 vezes menor que no aço e 280 vezes menor que no alumínio.

Em descidas, longas e sinuosas, as pastilhas AMP mantêm seu poder de frenagem total do início ao fim, sem retração perceptível devido ao superaquecimento. Podemos dizer que a placa traseira de carbono cria um escudo térmico que evita que o calor se dissipe na pinça.

Em termos de peso, obviamente há uma ligeira redução em relação aos modelos com alumínio ou aço. Deixando o par de pastilhas com 13,7 gramas, o que nos faz tirar alguns gramas muito valiosos sem prejudicar nosso desempenho na bicicleta.

O ressalto ou vibração no manete de freio e seu conjunto é consideravelmente reduzido, se não quase inexistente, após uma frenagem longa ou muito agressiva, é mínimo, com que essa absorção nos dá uma segurança e conforto extra ao enfrentar longas descidas ou precisar do nosso freio antes dos incidentes do percurso. Um dos argumentos frequentemente usados ??pelos opositores dos freios a disco é o barulho irritante que eles fazem quando superaquecem em longas descidas. As pastilhas AMP também ajudam a reduzi-lo, mantendo o desempenho máximo por mais tempo.

Depois de ter testado as cerâmicas em várias saídas, mais tarde também conseguimos montar as de acabamento orgânico.

Como esperado, ambos replicam as qualidades oferecidas pelo revestimento de carbono, mas a resposta de frenagem é muito diferente. Na nossa opinião, o composto orgânico é mais focado em um ciclista de alto nível ou competição, pois você precisa saber como gerenciar sua alta força de frenagem que pode travar a roda se você frear com muita força. Mesmo assim, a segurança na frenagem é muito maior do que os possíveis riscos que ela pode acarretar.

As pastilhas de freio AMP estão numa gama de preço médio-alto, 25€ o par para o composto orgânico e 35€ para a cerâmica, se as compararmos com o resto da concorrência, mas podemos garantir que oferecem características que você encontrará em poucos modelos.

Las pastillas de freno AMP se sitúan en un rango de precio medio alto, 25€ el par para el compuesto orgánico y 35€ para el cerámico, si las comparamos con el resto de competencia, pero podemos asegurar que ofrecen características que encontrarás en pocos modelos.

Pastilhas de freio AMP com fibra de carbono

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!