7 mudanças no XCO MTB que revolucionaram o esporte

Mountain Bike 7 dic. 2021 23:12 Guilherme

As mountain bikes XCO mudaram muito. Embora não pareça olhando para uma bicicleta de 2021 e uma de 2022, se você olhar para trás, apenas uma década, verá que o XCO passou por uma revolução incrível. Vamos dar sete dados que o confirmam.

cambios-mtb-xco/

A revolução do XCO

O mountain bike é um tubo de ensaio constante. Além disso, no XCO as inovações não pararam nenhum instante. Não é estranho ver como as marcas apresentam novas mountain bikes ano após ano, com pequenas mudanças ou melhorias. Às vezes parecem tão sutis que até duvidamos da melhora, mas se fizermos uma análise mais longa, olharmos para trás no tempo, veremos como o XCO evoluiu e quais foram essas grandes mudanças.

cambios-mtb-xco/

Porque com a perspectiva da temporada é impossível perceber essas grandes mudanças. E são muitas. E não, não nos referimos às mudanças de equipamento dos ciclistas, o que também é algo inovador, mas sim às profundas mudanças que uma mountain bike XCO sofreu na última década. O cross-country não é o que costumava ser. Por sorte.

7 mudanças nas mountain bikes XCO

No início de 2021 tentávamos fazer uma reflexão sobre o que nos esperava em 2021, sobre as novidades e mudanças que iam se impor este curso tão estranho. Em muitas dessas previsões, acertamos. Mas não queremos usar essa medalha, vamos apenas dizer que era de se esperar.

cambios-mtb-xco/

Porque o XCO, por exemplo, e o mountain bike em geral, têm uma tendência que permite ver em pequenas mudanças grandes desenvolvimentos futuros. Hoje analisamos 7 dessas grandes mudanças que pudemos ver como elas se estabeleciam ao longo do tempo.

O tamanho das rodas

Sim, com certeza é o primeiro que pensou. Na verdade, rodas 29 'já são uma realidade que alguns jovens ciclistas podem pensar que sempre foi assim. Mas não. Houve um debate muito intenso sobre manter as rodas de 27,5 'ou mudar para rodas de 29'. Naquela guerra sem quartel, venceram essas segundas e hoje vencem porque foram impostas sem variações.

cambios-mtb-xco/

No início, sim, se admitia o debate. Principalmente porque muitas marcas adaptaram rodas de 29 'a quadros previamente desenhados, o que significa que suas geometrias não foram projetadas para rodas de tantos centímetros, para rodas tão grandes. Mas, aos poucos, as geometrias foram se ajustando e hoje tudo é 29´.

cambios-mtb-xco/

Supõe mais tração e mais estabilidade, portanto, em um contexto onde a técnica no XCO de elite foi imposta, impera o controle da mountain bike e prevalecem as rodas de 29'.

Pneus e superfície de contato

Os pneus obviamente andam de mãos dadas com as rodas. Mas não só em termos de diâmetro, mas também em termos de largura.

cambios-mtb-xco/

Houve um debate intenso, porque há dez anos os pneus eram muito mais estreitos. Obviamente longe da largura de uma bicicleta de asfalto, mas pensava-se que quanto mais estreita, mais rápida a mountain bike iria. Algo semelhante também aconteceu na estrada.

Mas, grande erro, a relação não é tão diretamente proporcional. Sim, mais largo significa um pouco mais de peso, mas também mais estabilidade e aderência. No entanto, eles não significaram menos velocidade. Portanto, nessa decisão de mais peso, mas mais estabilidade, a estabilidade venceu em um contexto em que o risco dos circuitos de mountain bike aumentava em abundância. Por isso, hoje prevalecem os pneus mais largos, 2,3 e 2,4 polegadas.

Canotes mágicos

Os canotes de selim rígidos seguem sendo os mais usados fora do circuito profissional, mas é apenas uma questão de tempo até que se estendam ao amador. Porque na elite, os canotes retráteis venceram essa outra batalha.

cambios-mtb-xco/

O que a princípio foi visto como uma demonstração de debilidade, revelou-se apenas preconceito. Um canote retrátil oferece muito mais segurança ao descer, mais controle de distribuição de peso e a capacidade de se mover muito melhor e reequilibrar para trás os pesos. Esse contrapeso pode supor uma queda ou uma salvada.

Por isso, os canotes retráteis foram outro dos vencedores. Visto de forma lógica, já fazia sentido apenas olhando para ele.

A coroa única

Sobre as coroas também houve um debate semelhante ao tamanho das rodas. Mas, com base nas evidências, a coroa única apagou tudo em seu caminho e já não admite debate.

cambios-mtb-xco/

Havia dúvidas sobre a variedade de eficiência. Obviamente, uma coroa dupla oferece mais variedade, mas não mais variedade. Vamos explicar: oferece mais margens entre pinhão e pinhão, pois possui uma coroa dupla que os faz variar. Mas não significa mais variedade, porque na realidade muitos desses pinhões, em coroas diferentes, se sobrepõem em termos de cadência e potência. A coroa única foi imposta por isso e por outro fator fundamental: menos risco de quebras, mais simplicidade e menos peso.

Obviamente, no XCO evitar riscos é uma vantagem. A coroa única, com o cassete de pinhões gigantes com mais de 50 dentes, é muito melhor na comparação e também liberou o espaço do cambio ao redor da coroa que permitiu o desenvolvimento de suspensões traseiras brilhantes.

Geometrias e controle

Dissemos no início com a questão das rodas: a mudança nas geometrias foi fundamental por isso e porque o circuito profissional está cada vez mais técnico. Por esta razão, as geometrias das mountain bikes XCO também tiveram que ir se adaptando.

cambios-mtb-xco/

Hoje prioriza o controle, essa técnica que dissemos e a estabilidade. Tudo isso sem perder a dirigibilidade. E isso foi feito diminuindo o tudo de direção e ampliando a inclinação do canote do selim. Por isso, hoje caminhamos para os 67 graus e o canote está em torno dos 75 graus, para construir mountain bikes mais relaxadas, menos agressivas, mas mais confiáveis. Foi uma mudança tremenda porque afetou muito a estética e o perfil das bicicletas.

Guidões infinitos

Para controlar tudo isso, essas rodas, essas geometrias, essas mountain bikes de XCO, o guidão também ficou um pouco mais comprido. Pelo menos, sempre ultrapassam os 700 milímetros, algo impensável há uma década.

cambios-mtb-xco/

Eles têm variado sua extensão e forma, permitindo posições mais flexionadas na bicicleta, onde os braços trabalham mais, mas absorvem irregularidades e controlam a evolução da bicicleta. O guidão foi aquela pequena grande mudança necessária.

A suspensão, a grande revolução

Mas se algo mudou em uma mountain bike XCO, foram as suspensões. Mudou o design, o curso, o controle, a trava, o retorno, o pivô e as tecnologias. Vamos lá, nada mais será o mesmo. As suspensões atuais de XCO mantêm uma pequena disputa entre 100 e 120 milímetros, mas essa ligeira diferença acabará desaparecendo. No momento, são dois cursos muito válidos para XCO, tanto na dianteira quanto traseira, e dependerá do circuito em questão.

cambios-mtb-xco/

O que é evidente é que a resposta melhorou muito. Hoje, o big data permite saber qual configuração é a melhor para que a tração também seja a melhor em todos os momentos. Pequenas mudanças significam grandes melhorias. Quanto a trava, também mudou e melhorou. A trava elétrica foi uma revolução e sistemas como o Twinloc uma melhora impressionante. De repente, uma suspensão pode ser três suspensões com alguns cliques.

O Brain Specialized, especialmente a última versão melhorada, também foi mais um passo em direção às suspensões do futuro: travar em terrenos difíceis e destravar no primeiro impacto ao entrar em terrenos acidentados.

cambios-mtb-xco/

E, sem dúvida, o pivô alto amortecendo a traseira, está assumindo o controle de muitas mountain bikes em 2022. Sim, mais endureiras, mas também com perfis XCO. Vamos ver o que acaba acontecendo.

cambios-mtb-xco/

Obviamente, há muitas mudanças em andamento. Lembramos o amortecedor traseiro integrado (é preciso lembrar que Scott gastou muito dinheiro na aquisição do Bold por essa questão), ou o Cannondale FlexPivot, que aproveita o carbono para aumentar essa suspensão traseira. Veremos como tudo isso acaba, mas são aqueles pequenos passos que falamos no início, que vistos em mais 10 anos nos farão entender para onde estava indo o futuro das mountain bikes XCO. Esperamos estar lá também para falar sobre isso.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades. Mountain bike, conselhos sobre treinamento e manutenção de sua bike, mecânicos, entrevistas ...

Você vai estar ciente de tudo!